Lei desobriga a manutenção de prontuários físicos dos pacientes

Foi publicada no diário oficial da união a lei 13.787/2018 que trata da digitalização e a utilização de sistemas informatizados para a guarda, armazenamento e o manuseio de prontuário de pacientes.

Basicamente a lei desobriga a manutenção de prontuários físicos dos pacientes, permitindo que o setor da saúde entre efetivamente na era digital.

Com a edição dessa lei o Brasil poderá efetivamente caminhar em direção a um prontuário eletrônico eficiente e integrado de cada cidadão, reduzindo custos e tornando o serviço de saúde mais rápido e eficiente.

Dúvidas ligue: 0800-775-3555 ou acesse docteka.com